JORNAL DAS AUTARQUIAS

Diretor: José Paulo Dias Pinho Periodicidade: mensal

Livro de Honra ver tudo

Fevereiro de 2008

Quando decidi abraçar este projecto, fi-lo porque achei existir no nosso país um grande vazio em termos de promoção das nossas regiões, vários órgãos de comunicação existem, uns prometem, outros tentam, mas não existia nenhum que se virasse exclusivamente para o desenvolvimento das nossas terras. Assim o fiz, hoje em dia temos já o apoio de alguns dos principais pilares das nossas autarquias, que nos permitem fornecer aos nossos clientes um vasto leque de opções, não só em termos turísticos, como dentro dos restantes parâmetros. Decidimos então, tendo em conta as individualidades que têm aceite expressar a sua opinião connosco, dar-lhe honras, registando para sempre, o que pensam sobre a nossa existência e a utilidade que temos a nível nacional, aceitando criticas e elogios de igual forma. Resta-me agradecer a todos, o carinho com que nos têm recebido e tenho a certeza irão receber no futuro.

O Director,
José Paulo Pinho

Generic placeholder image 2019-02-28
Quero felicitar o Jornal das Autarquias pelo trabalho que tem desenvolvido como porta-voz do poder local, dando visibilidade aos Concelhos e Freguesias do nosso país, cujo trabalho nem sempre é devidamente valorizado, contribuindo desta forma para uma informação plural e para o enriquecimento da nossa democracia. Aqui fica o convite para que nos venham visitar e dar a conhecer, mais profundamente, ao país e ao mundo a Madalena, Capital dos Açores da Vinha e do Vinho.
José António Marques Soares - Presidente da Câmara Municipal da Madalena - Açores
Generic placeholder image 2019-02-21
Ao Jornal das Autarquias votos de muito sucesso na divulgação da ação das autarquias e dos seus responsáveis. Num período de grande descrédito em relação à atividade política e de alguma hostilidade em relação a quem a exerce, é importante fomentar o conhecimento da ação das entidades públicas e por essa via a participação cívica. Neste contexto convém recordar que políticos somos todos nós, mesmo aqueles que a partir dos seus sofás vituperam nas redes sociais a acção de quem tem por missão servir os nossos interesses coletivos. Se essa energia fosse dirigida para a verdadeira participação na vida comunitária certamente que as razões de queixa seriam bem menos e as escolhas dos eleitores bem
José Gabriel do Álamo de Menezes - Presidente da Câmara Municipal de Angra de Heroísmo - Açores
Go top