JORNAL DAS AUTARQUIAS

Inscrito na E.R.C. sob o nº 125290

Março 2018 - Nº 125 - I Série - Porto

Porto

Entrevista ao Presidente da Junta de Freguesia de Louredo

José Augusto da Silva Borges

J.A.- Tendo havido alteração nos resultado eleitorais autárquicas de 2017, o que pensa sobre isso?
P.J.-Que optando pela mudança a população mostra descontentamento pela forma que se faz politica, pelo comportamento dos políticos e pelas opções escolhidas para o investimento.

J.A.-Qual a sua Opinião sobre o OE para 2018?
P.J.-Pouco preocupado com aquilo que é fundamental para o bem-estar das populações, a saúde a educação e qualidade de vida dos mais carenciados, aliado ao incumprimento dos compromissos assumidos para com o poder autárquico.

J.A.- Em relação ao relatório sobre os incêndios de Pedrogão Grande, qual a sua opinião?
P.J.-Pouco conclusivo em relação aos verdadeiros responsáveis pelo sucedido, mas despoletou a tomada de medidas que podem vir a prevenir uma tragédia idêntica através da nova legislação.

J.A.-O aumento de desemprego gerou muita pobreza e, estando esse concelho inserido num dos distritos considerados de maior carência económica, como está essa autarquia a gerir esse problema?
P.J.-Sem argumentos financeiros para poder garantir melhor qualidade de vida e maior justiça social, tentamos recorrer a instâncias, governamentais e á câmara Municipal para responder aos pedidos e solicitações das pessoas.

J.A-O que pensa sobre a violência doméstica, que ultimamente tem aumentado drasticamente, no nosso país, e qual a causa/efeito?
P.J.-Está a atingir níveis preocupantes, sendo na minha opinião consequência da degradação
Da qualidade de vida, das incertezas da vida provocadas pela situação económica e financeira do País e pela leviandade e leveza da justiça nesta área.

J.A-O que pensa sobre a violência gratuita que se está a gerar na nossa sociedade?
P.J.-Fruto da degradação da própria sociedade e da mão leve da justiça portuguesa para com os agentes da violência.

J.A.-Que apoio presta a autarquia aos mais idosos?
P.J.-Apoio social, na isenção do pagamento de taxas autárquicas, apoio á medicação, tratamentos gratuitos na área da saúde oral, organização de eventos recreativos e culturais, Passeios.

J.A.-Qual o maior problema com que essa freguesia se debate?
P.J.-Falta de meios financeiros para responder ás necessidades mais prementes da Freguesia

J.A.-Que outros problemas necessitam de maior intervenção?
P.J.-Completar a rede de água e saneamento básico, concluir o projeto do Parque de lazer
E a dinamização das potencialidades turísticas da Freguesia.

J.A.-Que perspetivas tem para o futuro do freguesia?
P.J.-Continuar a fazer a Freguesia crescer, progredir e desenvolver-se com qualidade e sustentabilidade .

J.A.-Como é a situação financeira da autarquia?
P.J.-Estável sem indevidamento, mas com uma dificuldade enorme e rigor enorme de gestão para conseguir responder ás despezas correntes da mesma, sem meios financeiros para investir, dependendo para o efeito do Municipio.

J.A.-Qual o apoio que a câmara presta às juntas de freguesia?
P.J.-Um apoio importante e necessário mas ainda muito áquem do necessário e justificável.

J.A.-Que mensagem quer enviar à população da sua freguesia?
P.J.-Que continue a acreditar nas potencialidades desta terra, que ajude e participe na dinâmica da mesma, pois somente todos juntos caminharemos com qualidade e segurança para a melhoria da qualidade de vida de todos e para o progresso e desenvolvimento pretendidos.

J.A.-Como consegue gerir a absorvente vida de autarca com a vida familiar?
P.J.-Com muita dificuldade e muito sacrifício, pois tendo de trabalhar para sustentar a família e dadas as exigências do cargo a vida familiar é muito difícil acompanhar devidamente os Presidentes de Junta deviam ser vistos por esse prisma, e não como os miseráveis da politica Portuguesa.

J.A.-Que mensagem quer deixar ao Jornal das Autarquias?
P.J.-Continuem a Promover as Autarquias e a dar- lhe a visibilidade necessárias de forma a que alguém com responsabilidades governativas, possa olhar para elas com melhores olhos.

Go top