logo  

JORNAL DAS AUTARQUIAS

Inscrito na E.R.C. sob o nº 125290

Novembro 2017 - Nº 121 - I Série - Leiria

Leiria

Entrevista ao Presidente da União de freguesias de Caldas da Rainha, Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório

Vítor Manuel Calisto Marques

J.A.- Tendo havido alteração nos resultado eleitorais autárquicas de 2017, o que pensa sobre isso?
P.U.F-Os resultados na nossa Freguesia foram em contra ciclo com os resultados nacionais em que obtivemos um resultado melhor que no mandato anterior passamos de 39% para 53% de 5 para 8 em 13 deputados na Assembleia mas que vem reconhecer o trabalho desenvolvido

J.A.-Qual a sua Opinião sobre o OE para 2018?
P.U.F-É um orçamento ambicioso e receamos de difícil concretização

J.A.- Em relação ao relatório sobre os incêndios de Pedrogão Grande, qual a sua opinião?
P.U.F-Cometeram se muitos erros , desde a substituição da liderança da Protecção Civil não por razões de resultados ou de capacidade mas por substituições politicas, não faz sentido continuarmos a investir na formação dos nossos quadros e substitui los de 4 em 4 anos conforme os resultados eleitorais e também é urgente reformular as penalizações penais dos incendiarios

J.A.-O aumento de desemprego gerou muita pobreza e, estando esse concelho inserido num dos distritos considerados de maior carência económica, como está essa autarquia a gerir esse problema?

P.U.F-Felizmente a realidade do nosso concelho é díspar em relação ao distrito e ao Pais, temos das mais baixas taxas de desemprego e temos uma resposta na área social muito interessante não só via autarquia , mas também instituições e grupos da sociedade civil

J.A-O que pensa sobre a violência doméstica, que ultimamente tem aumentado drasticamente, no nosso país, e qual a causa/efeito?
P.U.F-Um fenómeno que sempre houve mas que hoje tem mais visibilidade , as vitimas deixaram de ter medo , também nesta área a autarquia tem um gabinete de apoio a Vitima , GAV que vai desenvolvendo um apoio bastante significativo

J.A-O que pensa sobre a violência gratuita que se está a gerar na nossa sociedade?
P.U.F-A violência na sua generalidade tem a ver com os valores da sociedade, com a educação e com a desumanização da formação dos nosso jovens em que cada vez se fecham mais em si próprios ou em volta das novas tecnologias que valorizam o mal em detrimento do bem , que saudades dos desenhos animados da minha juventude com valores bem mais altruístas do que os de hoje , na sua maioria

J.A.-Que apoio presta a autarquia aos mais idosos?
P.U.F-A nossa Freguesia desenvolve apoio aos nossos seniores ,disponibilizando um gabinete de psicologia , oficina domiciliaria, ginástica senior, clube senior , passeios e contribui para diversos outros eventos promovido pela autarquia, festa de natal, santos populares, dia do idoso, carnaval, universidade senior e ainda um conjunto de outras atividades desenvolvidas entre a população senior e a comunidade em geral e os próprios agrupamentos escolares.
De destacar que temos na nossa Freguesia varias valências através de instituições de solidariedade social, SAD, Lar e centro de dia e ainda distribuição de refeições , roupas e alimentos

J.A.-Qual o maior problema com que essa freguesia se debate?
P.U.F-O maior problema que temos tem a ver com alguma desertificação numa das nossas Freguesias agregadas , São Gregório e na dificuldade de recursos para manter a limpeza como gostaríamos

J.A.-Que perspetivas tem para o futuro do freguesia?
P.U.F-Uma Freguesia com futuro risonho com o ressurgimento das termas e do continuo desenvolvimento comercial

J.A.-Como é a situação financeira da autarquia?
P.U.F-A situação da Autarquia é muito saudável , sem empréstimos e pagamentos a fornecedores a 15 dias

J.A.-Qual o apoio que a câmara presta às juntas de freguesia?
P.U.F-O apoio que a CMCR presta as Freguesias é muito bom , desenvolveu delegações de competências em diversas áreas com ganhos significativos para as pessoas apresentando só um pequeno deficit em maquinas que disponibiliza para os diversos trabalhos realizados pela Freguesia
Destaco ainda a proximidade do presidente da Camara com as Freguesias com reuniões semanais

J.A.-Que mensagem quer enviar à população da sua freguesia?
P.U.F-O trabalho que as autarquias desenvolvem pode ser sempre melhorado se contarmos com a colaboração de todos, seja pela critica construtiva , seja pela promoção de atividades seja pela sua participação a começar pelo ato eleitoral

J.A.-Como consegue gerir a absorvente vida de autarca com a vida familiar?
P.U.F-No meu casa acresce a vida autárquica e familiar a minha vida empresarial e só se consegue com muita dedicação , apoio da família e estruturas competentes na empresa e na autarquia o que felizmente acontece

J.A.-Que mensagem quer deixar ao Jornal das Autarquias?
P.U.F-Agradecer a oportunidade de responder as vossas perguntas e apelar pela valorização do trabalho das Freguesias sendo estas a base do trabalho autárquico , a base da nossa democracia

Go top