» FICHA TÉCNICA
» ESTATUTO EDITORIAL
» POLÍTICA DE PRIVACIDADE
HOME | SUGESTÕES | LIVRO DE HONRA | COMENTÁRIOS | CONTACTOS

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Junho 2016 - I Série - Açores - Inscrito no ERC sob o nº 125290
INFORMAÇÕES ÚTEIS | CULTURA | TURISMO

Conheça o nosso país, consulte as edições anteriores

Entrevista do Presidente da Junta de Freguesia de Conceição - Horta

Gilberto Alvernaz

J.A.-Qual a sua opinião sobre a situação política atual?

P.J.-Face à situação económica atual, os nossos políticos não conseguem criar facilidades nas mais diversas áreas da nossa Sociedade

J.A.-Que pensa sobre as novas medidas anunciadas por este governo em exercício?

P.J.-A intenção é a de recuperação económica, pelo que os portugueses viram recuperados alguns direitos / benefícios.

J.A.-O aumento de desemprego gerou muita pobreza e, estando essa freguesia inserida num dos distritos considerados de maior carência económica, como está essa autarquia a gerir esse problema?

P.J.-Continuamos a apoiar as famílias mais carenciadas através da distribuição de produtos hortícolas provenientes da nossa terra comunitária.

J.A-O que pensa sobre a violência doméstica, que ultimamente tem aumentado drasticamente, no nosso país, e qual a causa/efeito?

P.J.-Esse tema tem sido trabalhado pela União de Mulheres Alternativa e Resposta - UMAR; sediada na nossa Junta de Freguesia. Situações identificadas por nós são reencaminhadas para eles.

J.A.-Qual a vossa opinião sobre a emigração dos nossos jovens, principalmente os mais credenciados?

P.J.-É triste para o nosso País gastar dinheiro com formação para depois ver os nossos jovens formados a terem que partir por não haver oportunidades na terra que os formou.

J.A.- Qual a vossa opinião sobre a aceitação de refugiados?

P.J.-Embora a situação económica não seja a mais favorável, o nosso País pautou-se sempre como sendo um País solidário.

J.A.-Que apoio presta a autarquia aos mais idosos?

P.J.-Damos apoios em pequenas reparações, nomeadamente substituir torneiras, lâmpadas, pequenas roças e algum transporte.

J.A.-Pedimos que nos faça uma síntese da sua freguesia.

P.J.-A nossa Freguesia situa – se na zona norte da Cidade da Horta, ocupando um superfície total de 2.74 Km com uma população de 1162. A Freguesia divide-se topograficamente em duas zonas, a alta (área rural adjuvante da ribeira dos Flamengos) e a baixa 8 onde se situa a sede da Junta de Freguesia e o núcleo urbano da Cidade). Agricultura, a restauração, o porto marítimo de passageiros, o tribunal, o pavilhão desportivo, entre outros constituem mais-valias para o desenvolvimento da mesma.

J.A.-Qual o maior problema com que a sua freguesia se debate?

P.J.-Falta de emprego.

J.A.-Que outros problemas necessitam de maior intervenção?

P.J.-A recuperação da Sede do Fayal Sport Club, visto o mesmo nos apoiar em diversos atividades de cariz social, desportivo.

J.A.-Que perspetivas tem para o futuro da freguesia?

P.J.-Se os apoios continuarem a diminuir os futuros autarcas irão se deparar com maiores dificuldades às que vivemos nos dias de hoje.

J.A.-Como é a situação financeira da autarquia?

P.J.-É uma situação estável, mas sem orçamento adequado para implementar novos projetos.

J.A.-Qual o apoio que a câmara presta às juntas de freguesia?

P.J.-Através de Delegação de Competências, nomeadamente contratos interadministrativos e acordos de execução.

J.A.-Que tipo de envolvimento a população tem com a autarquia?

P.J.-Criou – se um grupo de voluntários denominado SOS Conceição, que visa apoiar toda a população carenciada e identificar situações por vezes complicadas e as quais a Junta não tinha conhecimento.

J.A.-Que mensagem quer enviar à população da sua freguesia?

P.J.-Que podem continuar a contar com o nosso apoio.

J.A.-Como consegue gerir a absorvente vida de autarca com a vida familiar?

P.J.-Com muita dificuldade, visto o trabalho Autárquico ser cada vez mais complexo e absorvente. A compensação monetária é a mesma e o maior sacrificado é a família.

J.A.-Que mensagem quer deixar ao Jornal das Autarquias?

P.J.-É muito positivo existir um Jornal desta natureza, pois divulga as diferentes perspetivas de todos autarcas do nosso País.

A.N.M.P. | TRÂNSITO | PORTAL DA EMPRESA | INCI | RÁDIO DA REGIÃO | AMBIENTE | METEOROLOGIA | PORTAL DO CIDADÃO
FARMÁCIAS DE SERVIÇO | CLASSIFICADOS | DESPORTO | BILHETEIRA | NOTÍCIAS
Adicionar aos favoritos   Faça do Jornal das Autarquias a sua Home Page