logo  

JORNAL DAS AUTARQUIAS

Inscrito na E.R.C. sob o nº 125290

Entrevista à banda Santos e Pecadores - Grupo musical

Santos e Pecadores

O Jornal das Autarquias agradece, a amabilidade e disponibilidade da banda Santos & Pecadores ao conceder-nos esta entrevista .

J.A. -Em que ano se iniciou a banda Santos & Pecadores e com que elementos?
S.P. -
Apesar de a banda existir desde 1987 a banda considera o seu inicio oficial desde que o ultimo elemento desta formação, o Pedro Almeida, se juntou a banda no ano de 1992

J.A. -A banda ainda mantém os mesmos elementos?
S.P. -
Desde essa altura que a formação dos Santos não sofreu qualquer alteração, mantendo-se o mesmo grupo de amigos.

J.A. -Quando foi editado o vosso primeiro álbum e com se chamava?
S.P.-
Foi editado em Março de 1995 com o nome “Onde estás”

J.A. -Quem também participou na sua divulgação?
S.P.-
O álbum foi editado pela BMG, produzido por Fernando Cunha e contava com a participação da Catarina Furtado e Olavo Billac Sénior.

J.A. -Qual foi o maior sucesso desse álbum?
S.P. -
O primeiro single foi o tema Onde estás, mas o maior sucesso foi sem duvida a balada “Não voltarei a ser fiel”. Desse álbum ainda saíram os singles “Superstar” e “Nada mudou”, este com a participação da Catarina Furtado.

J.A. -Dos álbuns que se seguiram, “Love?”, “Tu”, “Voar”, “Horas de Prazer”,levaram à compilação de “os primeiros dez anos”, editada em 2003. Querem falar-nos sobre o vosso trabalho nesses dez anos?
S.P. -
Foi o trabalho normal de uma banda, onde houve evolução musical de álbum para álbum, onde cada álbum reflecte as vivências da banda durante o período em que cada álbum é composto e gravado. Levamos também para a estrada cada álbum, mostrando-o ao nosso público e a toda a gente a nossa força e vontade de mostrar-mos o nosso trabalho e a nossa alegria.

J.A. -Depois, houve uma pausa de três anos. Porquê?
S.P. -
Para nós não houve uma pausa, pois andamos três anos a mostrar o nosso trabalho na estrada enquanto compúnhamos para em 2005 entrarmos em estúdio para a gravação do nosso álbum seguinte, “Acção Reacção”. Por isso a banda nunca teve a sensação de ter feito qualquer pausa.

J.A. -Em 2006 surgiu o álbum “Acção-Reacção”. O nome do álbum tem a alguma coisa a ver com a causa próxima do regresso da actividade? Falem-nos desse álbum.
S.P. -
Para nós não houve um regresso, tanto que este álbum nos deu bastante trabalho e gozo, onde houve um regresso a um método de composição mais “sala de ensaio”, uma verdadeira pré produção com a banda toda a experimentar soluções, dai o próprio nome do álbum reflectir isso, as reacções provocadas pelas nossas acções. É um álbum com uma sonoridade mais Rock, com boas canções mas que talvez tenha passado um bocado despercebido ao publico. Achamos que é um trabalho que vale a pena explorar.

J.A. - “Livre Trânsito” é inovador pela sua disponibilidade na internet, gratuitamente, com alguns temas para o vosso público. Falem-nos do mesmo, indicando-nos também os temas nele inseridos.
S.P. -
Nós queríamos mostrar ao nosso publico a nossa faceta acústica, coisa que nunca tínhamos feito até então. Depois de muita pesquisa e trabalho de arranjos em quase 40 canções, chegamos ao formato de um concerto acústico onde iríamos juntar todas aquelas canções que fizeram a nossa carreira e mais algumas que nos marcaram e que nos permitiram introduzir sonoridades novas, em nós, e num grupo de convidados, como a Kátia Guerreiro, Orlando Santos, Ricardo Parreira, Tiago Rodrigues. O álbum foi gravado no Verão de 2007 no Auditório João Mota em Sesimbra, depois de tudo pronto resolvemos presentear os nossos fâs com esse registo, sendo a primeira banda Portuguesa a disponibilizar para download gratuito um álbum completo.

J.A. -Onde ensaiam neste momento?
S.P. -
Temos uma sala em Mafra.

J.A. -Qual a sensação que tiveram da vossa participação, como banda sonora, nas diversas telenovelas?
S.P. -
Encaramos com naturalidade pois as telenovelas neste momento são um dos meios mais fortes para a divulgação da musica Portuguesa.

J.A. -Por último, já visitaram o nosso jornal “Jornal das Autarquias” on-line? Se não visitaram, solicitamos que o façam e opinem sobre ele. “www.jornaldasautarquias.com”. Nele existe um livro de honra onde destacamos as opiniões dadas pelos nossos entrevistados.
S.P.-
O site está bem organizado e de simples navegação, agrada a quem procura informações ou simplesmente quer conhecer as autarquias. As fotos dão e reflectem a beleza das paisagens que este site representa.

Go top