logo  

JORNAL DAS AUTARQUIAS

Inscrito na E.R.C. sob o nº 125290

Entrevista a Oceana Basílio - Actriz e modelo

Oceana Basílio

J.A.- Como decerto saberá, o Jornal das Autarquias promove mensalmente uma região do País, nesse sentido gostaria que me falasse um pouco sobre a cidade onde nasceu, o que tem de bom e o que gostaria que melhorasse?
O.B.- Nasci em faro mas vivi sempre em Tavira adoro a minha cidade não só pelo clima e boa comida, mas também a forma tranquila como se vive nesta cidade. Acho que tem tido um desenvolvimento positivo e coerente principalmente a nível de arquitectura, existe uma harmonia entre a natureza o castelo e as praias bem conseguida, é uma zona turística mas cada vez com mais qualidade e organização. gostava que sem empenhassem mais em manter o lado turístico o ano todo de forma a poder gerar mais lucro e postos de trabalho.

J.A.- Como já viveu noutras regiões de Portugal, quais as principais diferenças que encontrou em termos globais?
O.B.- Existem formas de estar e culturas diferentes de norte a sul, penso que tem a ver com as diferentes áreas de produtividades de cada zona, mas de uma forma geral acho que é um pais lindíssimo com uma costa fantástica e que o turismo seria o nosso ponto forte.

J.A.- Quais os seus principais projetos para o futuro?
O.B.- Continuar a estar com as pessoas que amo, trabalhar no que mais me faz feliz e viver um dia de cada vez fazendo o meu melhor.

J.A.- Sendo uma mulher multifacetada, diga-nos qual a atividade que se sente mais confortável e que lhe dá mais prazer?
O.B.- O Teatro é realmente o que mais me preenche, é magico oferecer as nossas emoções ao público num momento único. Mas a televisão também me dá muito prazer. e ser Mãe.

J.A.- Como lida com a comunicação social?
O.B.- De uma forma normal e com respeito pelo trabalho dos outros, tentando preservar a família que é o mais importante para mim. Nunca deixando que isso mexa com os meus princípios

J.A.- Tem acompanhado com certeza a crise que se instalou em Portugal. Dê-me a sua opinião e o que acha que deveria ser alterado para minimizar esta crise?
O.B.- Mudar os ideais que nos movem.

J.A.- Por último, para também satisfazer a curiosidade de alguns leitores, diga-nos, é uma mulher feliz no momento?
O.B.- Acho que ninguém é feliz sempre a felicidade são momentos mas sinto-me realizada com a minha vida pessoal e profissional, neste momento é uma fase equilibrada. A felicidade para mim está sempre no próximo sonho a realizar...

J.A.- Já visitou o nosso jornal, qual a sua opinião?
O.B.- Tive agora a oportunidade de conhecer e acho informativo e ajuda a valorizar as várias zonas do Pais.

Go top